Como Fazemos

Processo Produtivo

O processo produtivo da Sampedro é semi­vertical, o que significa que a empresa dispõe de praticamente todos os sectores produtivos com exceção da fiação e alguns serviços de acabamento como a cardação.

Laboratório de Qualidade

O Laboratório de Qualidade está presente em todas as etapas do processo

1

Gabinete de Design

Neste gabinete são idealizados e desenvolvidos, todos os artigos. Sempre atualizados e tentando antecipar as últimas tendências, os nossos criativos e técnicos criam e desenvolvem desenhos para estampados e jacquards, cores e acabamentos, sempre orientados por um objetivo ou para uma solução. Aqui nunca estamos satisfeitos: um desenho novo, um fio especial, uma cor nunca antes tingida, um novo toque, uma lavagem diferente, uma nova mistura de tecidos. Criamos, desenvolvemos, testamos e produzimos. O nosso limite é o impossível.

2

Preparação à tecelagem

Todo o ciclo produtivo começa aqui. Antes que os fios sejam entrelaçados nos teares é necessária a sua preparação para utilização no processo de tecelagem. Nesta secção são produzidas as teias que mais tarde, durante a tecelagem, vão dar origem aos tecidos. Está equipada com uma urdideira seccional, urdideira direta, engomadeira e bobinadeiras.

3

Tecelagem

É aqui que é produzido o tecido. Esta é hoje uma secção moderna, inserida num edifício construído de raiz para o efeito. Dispõe de um parque de 55 máquinas repartidas por teares jacquard, teares de maquineta, felpo jacquard e lisos. O processo de ID dos artigos produzidos é apoiado por sistemas CAD, que permite trabalhar os desenhos para Jacquard e maquineta. Está dotada de um sistema online para controlo e monitorização da produção que permite controlar em tempo real o desempenho da secção.

4

Revista em Cru

Esta secção de apoio à tecelagem permite detetar possíveis defeitos ainda numa fase inicial do processo produtivo, possibilitando assim a sua correção no tear. Nesta fase a revista é feita manualmente.

5

Tinturaria

Laboratório de cor equipado com um conjunto de máquinas que permitem uma grande flexibilização de processos e operações de tratamento prévio e tingimento. Nesta secção a Sampedro tem capacidade para a realização de tingimento de fio em bobines cruzadas, felpos em esgotamento ou semi-contínuos, tingimento de tecidos em esgotamento ou semi-contínuos.  

Dependendo do tipo de matérias-primas que estão a ser trabalhadas são utilizados corantes de cuba, corantes reativos, cuba/dispersos, reativos/dispersos.

6

Estamparia

De forma a poder oferecer aos seus clientes mais exigentes uma grande diversidade de estampados a Sampedro dispõe de uma máquina de estampar ao quadro e uma máquina de estampar ao rolo, que lhe garantem total flexibilidade de processos.

7

Acabamentos

Através de processos químicos, nesta secção é possível conferir aos tecidos todas as caraterísticas e acabamentos desejados, quer do ponto de vista estético quer funcional. Podemos dividir esta atividade em duas fases fundamentais:

- Acabamento Químico, através de duas râmulas com 4 e 8 campos de secagem, respectivamente.

- Acabamento Físico, através da técnica de Tambler (batimento) aplica-se ao Felpo/Favos que permite melhorar o toque e aspeto da técnica de compactação - designada habitualmente por Sanfor - aplica-se aos tecidos quando se pretende melhorar propriedades como o toque e estabilidade dimensional à teia sem adição de produtos químicos.

8

Revista Final

Assegura que todos os artigos produzidos e acabados na Sampedro sejam submetidos a um rigoroso controlo que garante o seu grau de conformidade. Todos os defeitos serão aqui assinalados de modo a facilitar as operações de corte e confeção, mas também de forma a maximizar o aproveitamento do tecido e prevenir a produção de peças com defeito. Esta secção está equipada 4 máquinas de revistar tecido e uma máquina de enfestar e dobrar.

9

Confecção

Grande parte do serviço de confeção propriamente dito é neste momento feito externamente. Na Sampedro são essencialmente realizadas as operações de corte. A empresa dispõe de uma máquina de acolchoar e confecionar edredões, e algumas máquinas de costura que permitem a produção de pequenas encomendas e amostras para clientes.

Laboratório

O laboratório de qualidade está presente em todas as etapas do processo têxtil embora não faça, por si só, parte do mesmo. Existe paralelamente à produção com o propósito de assegurar e controlar a qualidade dos materiais e processos através de ensaios físicos e químicos.

Resumo

55 Teares 9 secções de produção Ensaios Físicos e Químicos de fios e Tecidos
Parque industrial com 25000m2

“Orgulhamo­-nos da obra que herdámos e que ajudamos a consolidar e retemos, com alguma vaidade, a fidelidade mantida desde os seus primórdios: o compromisso de satisfazer o cliente mais exigente.”

José Eduardo Machado